Troca de Pneus

Saiba quando efetuar a troca de pneus de seu veículo
Funções básicas dos pneus:

Sustentar o peso total do veículo.
Manter o contato de todo o conjunto com o solo.
Absorver impactos.
Proporcionar aderência com a pista.
Proporcionar conforto agindo também como efeito mola.
Quando trocar?
Ao atingir o limite máximo de desgaste; Os fabricantes de pneus, assim como as montadoras de veículos recomendam a troca ao atingir o indicador encontrado na região do ombro do pneu TWI, pneus com profundidade nos sulcos de drenagem, (canais de vazão de água) inferior a 1,6 m/m colocam o veículo em sérios riscos de acidentes em pistas molhadas, devido ao fator aquaplanagem, (perda de contato pneu/solo).
Pneus deformados: O pneu quando deformado provoca trepidação, perda de aderência, desconforto ao dirigir, não aceita balanceamento e desgaste em peças do conjunto suspensão devido as vibrações.
Os principais causadores de deformação em pneus são:
Fortes impactos em buracos de pista.
Batidas em meio fio,(guias de calçadas).
Amortecedores sem ação.
Conjunto suspensão com excesso de folgas, (peças desgastadas).
Conjunto pneu/roda desbalanceado.
Veículo com geometria fora de especificação, (desalinhado).
Calibragem dos pneus fora de especificação, (excesso ou falta de pressão).
Rodas tortas.
Obs: Ao se trocar pneus em um veículo estar atento nos detalhes abaixo:

Montar preferencialmente os novos no eixo traseiro, salvo se o cliente exigir colocação em posição diferente, nesse caso registrar a decisão do cliente.

Medidas marcas e modelos devem ser iguais montados no mesmo eixo.
Orientar o cliente sobre a necessidade da troca dos bicos, (válvulas), ressecamento pelo tempo de uso, ferrugem interna por umidade, no caso de esvaziamento do pneu pelo bico e rodar murcho causa deformação nos pneus e a garantia não cobre esse tipo de defeito.
Quatro razões para não usar pneus recapados em veículos de passeio
1) Não tem aprovação de nenhuma montadora de veículos e fabricantes de pneus.

2) Quando se compra pneus recapados, não se conhece a procedência, (uso anterior), nem as condições da carcaça, É impossível comprar os pneus com carcaças da mesma marca, portanto a flexibilidade é diferentes, isso faz o veículo puxar a direção para os lados e perder o controle em freadas longas colocando o veículo em risco de acidentes.

3) É comum soltar a banda de rodagem ou romper na lateral do pneu devido a pressão e a altas temperaturas quando em uso, expondo o veículo a riscos de acidentes.

4) O diâmetro total e a distribuição de peso não são perfeitos o que dificulta o balanceamento, (na maioria dos casos não da para balancear).

Para sua segurança e economia, mantenha os pneus balanceados, com calibragem correta e geometria sempre aferida.

**Troca de válvulas, bicos // página // ou submenu

Saiba quando fazer a substituição das Válvulas (Bicos) do pneu do seu veículo.

Funções básicas:

Receber a entrada de ar para inflar o pneu.
Reter o ar no interior do pneu mantendo a pressão correta de calibragem conforme
especificação do fabricante.

Quando trocar:

Aconselha-se a troca dos bicos (válvulas), sempre que se trocar os pneus.
Ao apresentar oxidação interna (roscas e ventil), devido a umidade e tempo de uso.
Ao apresentar ressecamento e trincas na borracha.
Ao apresentar vazamento de ar por mau uso, (rompimento na base, torturas por esforços ou pancadas).
Obs: Os defeitos acima citados provocam:

Perda de pressão interna de ar nos pneus, (Calibragem).
Ao perder pressão em um dos pneus, o veiculo perde a estabilidade, puxa direção para os lados, desgasta de forma irregular o pneu.
Perda de garantia do pneu por rodar com baixa calibragem, (murcho).
“Lembre-se, manutenção preventiva proporciona segurança e economia”

Aqui na Global
Você encontra o melhor
Serviço e preço justo.

Como posso ajudar?